Ferramenta de Auxílio à Identificação e Contagem de Células do Sangue (Reticulócitos)




Objetivos

Disponibilizar aos laboratórios de hematologia um método alternativo mais preciso e automático de enumeração de reticulócitos utilizando processamento digital de imagens.



Descrição

O problema de contagem automática de reticulócitos passa pelos seguintes estágios:

Aquisição de Imagem

    A aquisição das imagens é feita utilizando-se o equipamento mostrado na figura abaixo. Trata-se de um computador Pentium Standard com uma placa comercial de aquisição de imagens conectada a uma câmara de vídeo que está acoplada a um microscópio trinocular, onde encontra-se a lâmina com a amostra de sangue a ser analisada.


Equipamento de aquisição do Laboratório de Hematologia do HCPA.

    As imagens adquiridas são armazenadas em formato JPG para seu posterior processamento.
 

Pré-processamento

    Basicamente, aplicou-se um algoritmo automático de limiarização para separar os eritrócitos do resto da imagem (fundo). Na determinação deste limiar, utilizam-se os pontos de cruzamento das médias crescente e decrescente do histograma de luminância das imagens.


   Imagem original à esquerda e após a limiarização

Segmentação

    A segmentação engloba um conjunto de técnicas dentre as quais vale salientar o processamento morfológico. As operações de erosão e dilatação condicionadas e aplicadas em seqüência possibilitam eliminar objetos menores (ruído), separar objetos próximos conectados e mantendo as proporções dos objetos.


    Exemplo de imagem após limiarização à esquerda e depois de algumas erosões à direita.

Reconhecimento

    Para o reconhecimento, aplica-se a detecção de bordas, codificação dos objetos e extração das características importantes. Através da análise destas características classificam-se os objetos como eritrócitosou reticulócitos.
 


Resultados

    Através do banco de mais de 2000 imagens cedido pela Patologia Clínica/Laboratório de Hematologia do HCPA será possível testar os algoritmos de processamento de imagem e comprovar a sua eficiência.


    Imagem do programa até então desenvolvido do contador automático de reticulócitos.



Equipe

Tomás K. Koya*,
Leticia V. Guimarães*,
Christina Bittar**,
Maria I. Rodrigues**,
Prof. Luigi Carro*,
Prof. Altamiro A. Susin*
* Curso de Pós-Graduação em Eng. Elétrica - UFRGS
** Patologia Clínica / Lab. Hematologia - HCPA

Apoio

Este projeto obteve apoio da FAPERGS.


Universidade Federal do Rio Grande do Sul -  UFRGS
Escola de Engenharia
Departamento de Engenharia Elétrica - DELET
Laboratório de Processamento de Sinais e Imagens - LaPSI

Copyright © 2000 - Laboratório de Processamento de Sinais e Imagens.
Última atualização: 14 de Abril de 2000.